Vereador Fagner Fernandes

Desaparecimento dos gatos do Cemitério Dom Bosco é questionado pela Uderva

Na tarde desta última terça-feira(6), durante reunião ordinária realizada na Câmara de Vereadores, o vereador Fagner Fernandes apresentou requerimento solicitando a Prefeitura de Caruaru, a cópia dos termos de adoção dos gatos que viviam no cemitério.

A solicitação foi motivada após a presidente da União de Defesa e Respeito à Vida Animal (Uderva), Ednilda Fernandes e a professora Fátima procurarem Fagner na última sexta-feira(2), para relatarem que estavam preocupadas com a diminuição dos gatos que habitavam do cemitério, fato bem estranho, já que, recentemente não foi realizada nenhum tipo de ação no local visando o controle de natalidade animal da área.

Há dois anos, foi realizado um censo no local, que apontou a existência de cerca de 120 animais no local, desse total, 60 foram castrados e devolvidos ao local, por serem considerados de caráter comunitário, ou seja, apesar de não terem um responsável declarado, contam com o apoio de voluntários que doam ração e se preocupam com a saúde deles.

Preocupados com a situação, na segunda-feira (5), os defensores da causa animal: Fagner, Nilda e a professora Fátima, estiveram no cemitério e puderam comprovar que a diminuição dos gatos é notória, não chegando a 60 animais.

Segundo Ednilda Fernandes, a diminuição do número de animais no cemitério é inegável, algo em torno de 50% a 60%. “Já tivemos vários casos de envenenamento no cemitério, fato que desperta em nós protetores a dúvida: que fim levaram esses animais? Sabemos que não é do comportamento dos gatos mudarem de ambiente de forma repentina. Será que esses animais foram retirados e desovados em outro local. Atualmente os animais de Caruaru estão sendo duplamente vítimas. Primeiramente do ser humano que o abandona, e depois pelo município, que ignora as denúncias dos protetores. Estamos órfãos quando o assunto é bem estar animal”, desabafou Ednilda.

Umas das principais bandeiras de defesa do protetor Fagner, são os animais comunitários. “Inicialmente, realizaremos após o carnaval a segunda edição da campanha Ração do Coração, onde as pessoas poderão doar ração, e o alimento arrecadado será direcionado para os gatos do cemitério. O segundo passo já está em andamento, o Instituto Quatro Patas está vendendo camisas com o slogan ‘Somos todos vira latas’, o dinheiro arrecadado com a venda será destinado a castração dos animais, a cada quatro camisas vendidas, uma gata do cemitério será castrada. Esperamos castrar cerca de 40 animais”, pontuou o protetor Fagner.

A camisa que custa R$35,00 está à venda na sede do Instituto Quatro Patas. Os interessados em adquirir a camisa devem procurar o instituto, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h as 13h, na rua Esdras de Farias, 655, no bairro do Salgado.

Comente:

comentário(s)

Luciana Bezerra

Redes Sociais

Acompanhe o trabalho do seu vereador nas Redes Sociais.